Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia SC

SC possui 436 casos de trabalho infantil e dados refletem falta de conscientização

SC possui 436 casos de trabalho infantil e dados refletem falta de conscientização

No Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, comemorado ontem (12), o Ministério do Trabalho promove eventos para celebrar conquistas como os 10 anos de criação da Lista das Piores Formas de Trabalho Infantil (TIP). A Lista, publicada pelo decreto nº 6481/2008 se tornou referência no combate ao trabalho infantil no País.

A advogada trabalhista, Cássia Cristina Silva, do escritório Silva e Silva, Advogados Associados, de Florianópolis, explica como a legislação brasileira trata o trabalho infantil: “O trabalho é totalmente proibido até os 14 anos, com ou sem remuneração. Dos 14 aos 16 anos, é autorizado na condição de aprendiz. Entre 16 e 18 anos é permitido, desde que não cause risco ou dano ao desenvolvimento”.

O Governo de Santa Catarina possui 436 registros no Sistema de Informações do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SISC).  A maioria deles, nos municípios de Lages (52), Ermo (32) e Monte Castelo (28).

Foi lançada ainda, a campanha Não proteger a infância é condenar o futuro,  do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI), em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Posts Relacionados

Banco BV leva educação financeira ao Instituto Adria Santos

Rota aérea Florianópolis-Lisboa abre caminho para novo hub de cargas no sul do Brasil

Grupo Koch estima crescimento de 37% na venda de vinhos e espumantes nas lojas da rede

K-Platz Hotel completa três anos de operação com resultados expressivos

Cursos técnicos do SENAI de Brusque estão com matrículas abertas para o segundo semestre

MPF abre seleção para estágio de graduação e pós-graduação em Florianópolis e mais nove cidades de SC

Aprovação de Projeto de Lei beneficia instituições de saúde catarinenses hospitais públicos municipais e filantrópicos

A valorização da história e das potencialidades da mulher negra

Costão comemora resultado do primeiro semestre de 2024

Geólogos de SC orientam desocupações no Vale dos Vinhedos após inundações no RS